Achei o meu médico!

Achei o meu médico!

Dr. Paulo Ubiratan, de Porto Alegre, RS, em entrevista a uma TV local, foi questionado sobre vários conselhos que sempre nos são dados…

Pergunta: Exercícios cardiovasculares prolongam a vida, é verdade?

Resposta: O seu coração foi feito para bater por uma quantidade de vezes e só…Não desperdice essas batidas em exercícios. Tudo se desgasta eventualmente. Acelerar seu coração não vai fazer você viver mais: isso é como dizer que você pode prolongar a vida do seu carro dirigindo mais depressa. Quer viver mais? Tire uma soneca!

P: Devo cortar a carne vermelha e comer mais frutas e vegetais?
R: Você precisa entender a logística da eficiência… .O que a vaca come? Feno e milho. O que é isso? Vegetal. Então um bife nada mais é do que um mecanismo eficiente de colocar vegetais no seu sistema. Precisa de grãos? Coma frango.

P: Devo reduzir o consumo de álcool?
R: De jeito nenhum.Vinho é feito de fruta. Brandy é um vinho destilado, o que significa que, eles tiram a água da fruta de modo que você tire maior proveito dela. Cerveja também é feita de grãos. Pode entornar!

P: Quais são as vantagens de um programa regular de exercícios?
R: Minha filosofia é: Se não tem dor…tá bom!

P: Frituras são prejudiciais?
R: você não está me escutando! Hoje em dia a comida é frita em óleo vegetal. Na verdade ficam impregnadas de óleo vegetal. Como pode mais vegetal ser prejudicial para você?

P: Flexões ajudam a reduzir a gordura?
R: Absolutamente não! Exercitar um músculo faz apenas com que ele aumente de tamanho.

P: Chocolate faz mal?
R: Tá maluca?! Cacau! Outro vegetal! É uma comida boa pra se ficar feliz! E lembre-se: A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a intenção de chegar lá são e salvo, com um corpo atraente e bem preservado. Melhor enfiar o pé na jaca – Cerveja em uma mão – tira gosto na outra – muito sexo e um corpo completamente gasto, totalmente usado, gritando: Valeu! Que viagem!

P.S.: Se caminhar fosse saudável o carteiro seria imortal!
Baleia nada o dia inteiro, só come peixe, só bebe água e é gorda!
Coelho  corre, pula e  vive 15 anos, tartaruga não corre, não faz nada e
vive 450 anos!

15 Maneiras de Irritar o seu Professor

1- Quando ele explicar alguma coisa fale: ”Isso é o que você pensa”

2- Cante parabéns para o seu professor todos os dias

3- Ligue e desligue a luz umas 5 vezes, e depois fale bem alto: “Agora entedi”

4- Grite “Mentira” para tudo o que ele ensinar

5- Combine com a turma toda de quando ele sentar,a turma toda levanta..

6- Se esconda atrás da porta, e quando a professora vier, feche bem na cara dela

7- Durante a prova, diga que você tem problema na articulação da perna e por isso deve levantar-se a cada 10 minutos e dar uma caminhada pela sala

8- Quando ele tiver explicando fique falando “Aham”, “Uhum” , “Ahh..”

9- Na hora da chamada quando o professor chamar seu nome responda: “Muuuh!”

10- Escreva na cadeira dele: “CU”

11- Quando o professor tiver copiando, e der uma pausa pra poder explicar, passe atrás dele, passando a mão no quadro apagando tudo

12- Se o professor mandar você Calar a Boca, diga: “Calma professor … a conversa é séria”

13- Combine com todo mundo pra quando o professor virar pro quadro, todo mundo fingir que está dormindo, e quando ele virar novamente vai estar todo mundo dormindo.. HuHu’

14- Coloca a lixeira em cima da porta e apague as luzes, então quando o professor abrir a porta … (Ah vcs já sabem o que vai acontecer.. kkk)

15- Durante a explicaçao faça um comentário bem tosco e finalize: “De acordo com a Profecia”.

Parece Photoshop … acredite é real .

O Photoshop é uma poderosa ferramenta de manipulação de imagens. Hoje ao ver algumas fotos não se sabe mais o que é real e o que é feito no programa da Adobe.
Mas as fotos abaixo tem o efeito contrário, são reais, mas fica difícil acreditar:

Sucessos do Rock (8

Preparei um setlist dedicado ao rock. Claro não irei colocar todas as musicas que eu gosto, por que são inúmeras. Mas caso tenha alguma outra sugestão que eu não tenha escolhido, deixe nos comentários 🙂.

Led Zeppelin – Whote Lotta Love

Pink Floyd – Comfortably Numb

AC/DC – Highway to hell

 

Iron Maiden – The trooper

Black Sabbath – Iron Man

Poison – I wont forget you

 

Pearl Jam – Even Flow

Foo Fighters – Learn To Fly

Neil Young – Rockin’ In The Free World

Bon Jovi – Living on a prayer

 

Guns N’ Roses – Sweet Child O’ Mine

 

Bom, é isto. Gostaria de colocar muitas outras músicas, mas o artigo ficaria muito pesado HAHA, espero que gostem. Feliz dia mundial do rock. Abraços, uma boa semana a todos.

Mulheres e Tatoos

"Há mais de 3500 anos atrás, a tatuagem já existia como forma de expressão da personalidade ou de indivíduos de uma mesma comunidade tribal (união de pessoas com as mesmas características sociais e religiosas). Os primitivos se tatuavam para marcar os fatos da vida biológica: nascimento, puberdade, reprodução e morte. Depois, para relatar os fatos da vida social: virar guerreiro, sacerdote ou rei; casar-se, celebrar a vida, identificar os prisioneiros, pedir proteção ao imponderável, garantir a vida do espírito durante e depois do corpo".

O fato é que hoje em dia esta cada vez mais comum mulheres se tatuando. E isso não quer dizer que a tatuagem escolhida seja uma estrelinha ou borboletinha pequena e em lugar estratégico. Andei pesquisando sobre o assunto e percebi que as tatuagens femininas estão cada vez mais elaboradas, exclusivas e em alguns casos, grandes.  Diferente de alguns meninos, que acabam muitas vezes se deixando levar por modismos e acabam não pensando em pontos essenciais como o significado do desenho, por exemplo. E essa relação cada vez mais estreita entre mulheres e tatuagens é super normal, afinal, nós evoluímos tão rapidamente em tantos aspectos, porque não avançarmos também no quesito tatoo? São apenas idéias para aquelas que querem fazer uma tatuagem, mas ainda não sabem que desenho fazer! 

Como eu já disse essas são apenas algumas poucas opções de tatuagens femininas, as idéias são infinitas. O básico sobre tatuagens mesmo é você planejar direito que desenho fará, lembrando que era será permanente por isso o motivo de se planejar, é importante que pesquise sobre o tatuador, sobre os processos que o mesmo utiliza além de perguntar para outras pessoas que fizeram no mesmo local. Uma outra dica legal, é comprar revistas especializadas que sempre tem uma grande variedade de desenhos e idéias.

Qual Cuidado deve-se ter depois de fazer a tatuagem?

Abaixo uma “receita” de dicas dos cuidados que devem ter após fazerem uma tatuagem:

• Retirem a 1ª bandagem depois de 2 horas, procure lavar a região da tatuagem com água morna para fria usando um sabonete neutro (de preferência para sabonetes neutros infantis). Faça espuma na palma da mão e depois aplique com cuidado a espuma sobre a tattoo com movimentos circulares (com muito cuidado nessa parte). Retire toda a espuma e seque o local com cuidado.

• Repita a bandagem com um filme de pvc do tipo: filmito, magipac, rolopac, etc, utilize também pomada bepantol.

• Repetir os procedimentos acima de 2 a 3 vezes ao dia por 5 dias consecutivos, não esquecendo de nada (uso da bandagem, filme pvc e pomada).

• Depois do quinto dia utilize somente a pomada por mais cinco dias passando-a 2 vezes ao dia

• Não coce nem arranque as casquinhas que irão formar (agüente firme neste estágio)

• Evite os seguintes locais em contato direto com a região da tatuagem: Sol, sol, mar, piscina, sauna, evite comer também: alimentos fortes (camarão, peixe, porco, ovos, etc…) durante 10 dias.

• Se for ficar no sol não se esqueça de usar protetor solar fator 60 sobre a tatuagem.

• O mais importante é sentir satisfeito com o resultado, se quiser uma rápida cicatrização, cores vivas e permanencia dos detalhes não deixem de tomar os devidos cuidados.

Rock: Como tudo começou

O rock começou com uma mistura de country, soul e música gospel, lá no final dos anos 40. A mistura desses elementos mudou para sempre a história da música. Jerry Lee Lewis, Bill Haley e Chuck Berry, pioneiros do rock, fizeram muito mais do que impor uma guitarra em punho e desferir notas que iriam ecoar por décadas. Eles quebraram preconceitos e juntaram a música negra com a música branca.

No finalzinho dos anos 50, primeiro com ‘Rock Around the Clock’, do Bill Halley & His Comets, e depois com Elvis, o rock ganhou o mundo. A voz potente do cantor mexeu com os admiradores do estilo. Na verdade, as admiradoras. Quando ele ia se apresentar em algum programa, seu topete impecável, olhos verdes e o rebolado estonteante faziam o público ir ao delírio.

Para a década seguinte, o rock já estava em uma situação confortável. O estilo não teria mais para onde crescer, certo? Errado. Nos anos 60, os Beatles apareceram e o planeta inteiro se rendeu ao ‘fab four’. Cabelo tigelinha, terninhos e músicas com alto teor pop.

No fim da década, com a Guerra do Vietnã e as drogas fazendo a cabeça dos roqueiros, o rock ganhou cores, canções de protesto e deixou de ser careta.

Chegando em 1970, o movimento ganhou reforços de peso. Na terra da Rainha, várias bandas começaram a surgir. Nessa lista, estão o Iron Maiden e o Judas Priest, que estão na atividade até hoje. Em comum, esses grupos tinham o poder da guitarra, solos rápidos, cabelos compridos e roupas monocromáticas.

A resposta ao metal veio na mesma década, com o punk. O som tinha poucos acordes, letras que falavam de anarquia e os envolvidos viviam sob o lema do DIY – (Do It Yourself – Faça Você Mesmo, em tradução livre).

Já nos anos 80, o som teve um pé no freio comparado à década interior. O pós-punk era marcado pela melancolia, angústia e o visual dark. Joy Division, The Cure e Siouxsie and the Banshees serão sempre lembrados.

No fim da década, as bandas de glam rock dominavam as paradas. Nirvana, Pearl Jam e Mudhoney foram os divisores de águas. Como você viu nos parágrafos anteriores, sempre um estilo dava uma resposta ao outro. Aqui, por exemplo, a camisa de flanela derrubou os cabelos armados com maquiagem pesada.

Nos anos 2000, o rock bebeu de todas as fontes e, com a explosão da tecnologia, encontrou novos rumos para se renovar. O público já não compra mais discos, mas baixa. A nova banda do momento já não depende exclusivamente de um empurrão da gravadora para bombar.

Dia Mundial do Rock ! xD

São mais de 50 anos desde seu surgimento. Durante esse tempo, milhares de discos maravilhosos nasceram e muitas histórias quase inacreditáveis foram vividas.

Com energia ímpar e sabor impagável, o rock já passou por muitas e muitas mãos e corações. É significado de rebeldia, boa música e, acima de tudo, de atitude.

Seja para matar a fome na Etiópia, como serviu o festival Live Aid, criado por Bob Geldof, em 1985, quando reuniu nomes como The Who, Queen, David Bowie e Black Sabbath, entre tantos outros, ou para festejar a música e a paz, como nos três dias de Woodstock, em 1969.

Essa música rebelde tirou gente das ruas, como relata o próprio cantor Ozzy Osbourne em sua recém-lançada autobiografia. Se não fosse pela música, talvez estaria trabalhando em uma fábrica qualquer na pequena cidade de Aston, onde cresceu, ou quem sabe na prisão.

O rock também escreveu histórias tristes. A vida, muitas vezes entorpecida, tirou músicos ilustres deste mundo. Paul Kossof, Janis Joplin, Jim Morrison, Sid Vicious, Bon Scott, por exemplo. Sem contar outros desastres como o caso do ex-Beatle John Lennon, assassinado a tiros em Nova York.

O rock está eternizado pelas histórias que escreve dia após dia. Pelas mensagens passadas através das letras de músicas, por frases escritas pelas poderosas cordas das guitarras, ou por imagens, como aquela do eterno Jimi Hendrix incendiando sua guitarra no festival de música de Monterey, em 1967.

E sim, a energia gerada por uma banda de rock é impagável. Nada se compara a um concerto de rock.

Há quem diga que a indústria musical está quebrada, que o rock está morto!

O disco de vinil está voltando, a lentos passos, mas está. Inclusive no Brasil. E tem de se admitir: o sabor de escutar um disco de vinil, olhar os detalhes daquelas belas capas é outro. Quem precisa de todo esse ‘avanço tecnológico” dos dias de hoje?

Neste ano, o Brasil recebeu a lendária banda ZZ Top, com mais de 40 anos de carreira, fez um show irretocável.

Johnny Winter, mestre do blues rock, também deu o ar da graça em noite apoteótica em São Paulo. Rush está por vir; Scorpions, um dos responsáveis pelo sucesso do primeiro festival Rock in Rio, realizado em 1985, no Rio de Janeiro, também vem ao País em turnê que encerra a carreira.

Ozzy Osbourne está com disco novo, o poderoso Iron Maiden também assinou novo álbum. Quadrophenia, obra-prima lançada pelo The Who em 1973, acabou de ser incluída na turnê que o grupo planeja para 2011.

Isso sem contar no mercado underground com centenas de excelentes bandas independentes surgindo. Grupos que produzem ótimos discos. Quebram pedra para conseguir um espaço, seja em festivais de porte pequeno ou nos porões empoeirados espalhados pelas tantas e tantas cidades ao redor do mundo. São bandas que fazem música livre, música honesta.

O rock está na estrada, nas casas, no mundo. Pulsa pelas veias e alimenta a alma.